Publicações

[nextpage title=”L1:2″ ]A Filosofia do Meio No livro  o autor ZI SI (neto de Confúcio) discorre sobre os ensinamentos de Confúcio. Trata de ideias morais e experiências políticas na antiga sociedade chinesa. Sugere o caminho do meio para resolver as contradições sociais, coordenar as relações humanas e elevar o protagonismo do sujeito social visando salvaguardar a comunidade chinesa da época. O conteúdo envolve orientações universais ainda  válidas no dia de hoje. Tema centra do confuncionismo, Zhong Yong exprime ideal amplo e universal que refere todo relacionamento e atividade humana. O passado enquanto causa do presente precisa ser revisto a fim de sempre encontrar o novo. Somente livre de automimeses dispensáveis é possível ser livre a fim de se vislumbrar a melhor direção no presente-futuro.

 

Dicionário de Emoções, sentimentos e Estados de Ânimo Quando não temos clareza do que acontece conosco, costumamos usar interpretações dos acontecimentos exteriores, culpando ou usando as outras pessoas para falar dos nossos próprios sentimentos em vez de dizer o que acontece dentro de nós. Conhecer as próprias emoções pode não só ajudar a desdramatizar essa condição natural, a qual muitos de nós aprenderam a temer, mas também aumenta nossas chances de assumir responsabilidade pelo que sentimos, fazemos e manifestamos, com dignidade e autorespeito. Nesse sentido, o presente dicionário pretende auxiliar o leito-consulente na identificação e na pesquisa de emoções, sentimentos e estados de ânimo, com definições simples e diretas, além de apresentar um quadro que reúne as entradas em família de padrões emocionais para melhor visão de conjunto de uma parte do próprio universo afetivo.

 

Síndrome do Imperador
Entendendo a mente das crianças mandonas e autoritárias. Seu filho o desafia? Faz birras, xinga e manda em casa? Uma ex­celente notícia, é que já tem neste momento na sua mão, um livro inédito e atual, que certamente irá ajudar a sua família a compreender o porquê do seu filho agir há anos dessa forma autoritária, e o que precisam mudar na vida familiar para o au­xiliar a ser um futuro adulto capaz de gerir emoções e, res­pon­sável pelas suas atitudes e comportamentos. Este livro, sobretudo é uma ferramenta. Vai encontrar muitas orientações práticas, e ao mesmo tempo várias respostas a muitos porquês: “Porque que o meu filho é assim agressivo? O que é que eu fiz? O que eu não fiz? O que é que aconteceu?” Encontrará várias hipóteses nos primeiros capítulos e ao longo do livro estratégias, dicas e proce­dimentos, que poderá ir incorporando na sua rotina diária. Não guarde só para momentos difíceis, comece já hoje e faça um pouco todos os dias – a mudança constrói-se na relação diária.

A terapia cognitivo-comportamental (TCC) é uma abordagem baseada em evidências  e fundamentada na ideia de que aquilo que sentimos e fazemos é influenciado por aquilo que pensamos. Em virtude da efetividade obtida no tratamento de vários transtornos em adultos, atualmente a aplicação da TCC vem sendo adaptada e ampliada ao público infantil. Este livro procura oferecer síntese dos instrumentos, técnicas, testes e jogos utilizados em TCC no Brasil aplicados em crianças e adolescentes (Ano-base: 2014), além de sugerir outros materiais existentes no mercado com propósitos terapêuticos. Esta obra objetiva auxiliar acadêmicos e profissionais de psicologia na implementação de aspectos inovadores na prática  clínica em crianças e adolescentes, possibilitando a seleção de melhores instrumentos conforme o perfil e dificuldades do paciente, assim como novas adaptações de estratégias terapêutica existentes.

 

A partir do enfoque dos valores como prática e vivência, a autora nos brinda com esta obra que proporciona uma ampla visão de conjunto sobre o tema, trazendo desde a perspectiva histórica até os componentes pedagógicos e psicológicos. São 250 valores evolutivos universais analisados dentro do campo da axiologia, considerando os elementos: conceitual, analógico e vivencial. Destaco, em especial, a atenção da autora para o aspecto vivencial, elencando na obra casos factuais de pessoas que demonstraram grande exemplarismo ao vivenciar determinado valor. Ao rechear o livro com exemplos reais, a autora tornou seu texto extremamente agradável e inspirador, o que certamente atrairá tanto o público erudito ecadêmico, quanto o jovem que inicia sua caminhada rumo à compreensão da vida, da ética e da moral.

 

Ao longo de mais de uma década convivendo e atuando com desenvolvimento de líderes, percebemos o quanto questões simples da liderança são negligenciadas na prática, ge­rando repercussão negativa para todos. A pre­ocupação excessiva com processos insti­tu­cio­nais tende a colocá-los no acostamento da estrada que escolheram, desviando do seu me­ga­foco, ou seja, da razão de ser do trabalho ini­ciado. Neste livro explicitamos desafios cotidianos e dicas importantes para auxiliar o líder em seu desenvolvimento contínuo e per­ma­nen­te, tendo por base experiências pessoais com atendimento de mais de 2500 líderes.

[/nextpage]

[nextpage title=”L2:3″ ]

 

Foz do Iguaçu Intercultural – Cotidiano e narrativas da alteridade aborda as vivências cotidianas de imigrantes residentes em Foz do Iguaçu,município brasileiro que integra a Tríplice Fronteira em conjunto com Puerto Iguazú, na Argentina e Cidad del Este, no Paraguai. Compreender melhor a cidade, imergir na atmosfera de alteridade narrada por pessoas comuns – sujeitos praticantes do cotidiano – e traçar mais nitidamente contornos das relações interculturais ambientadas nos espaços de fronteira é o interesse central dos estudos realizados pela autora.

 

 

Foz do Iguaçu – Do Descaminho aos Novos Caminhos é uma conversa cadenciada sobre a história de uma das principais cidades brasileiras. A partir da memória e visões de iguaçuenses “de coração”e nativos, a autora dá vida a passagens importantes de Foz do Iguaçu. Apresenta a microrrealidade de moradores para explicar a rica dinâmica da cidade e da sua relação com os países vizinhos,bem como as nuances de uma região única no planeta. Destacam-se na obra entrevistas inéditas feitas exclusivamente para contextualizar os fatos relatados no livro. O formato da narrativa torna agradável a viagem no tempo por ciclos econômicos como os da madeira,erva-mate,Itaipu Binacional,exportação e turismo de compras,globalização e abertura de mercados. A obra traz ainda novos ingredientes na redescoberta da vocação turística do “destino” e sua consolidação como um centro do conhecimento visando ao desenvolvimento socioeconômico. Foz do Iguaçu – Do Descaminho aos Novos Caminhos é, sobretudo, uma pausa no jornalismo do dia a dia que só despeja números e não liga os pontos.

 

BREVE HISTÓRIA DE FOZ DO IGUAÇU: Com a finalidade de apresentar uma análise sobre a formação histórica da cidade de Foz do Iguaçu,esta obra está dividida em três seções: a história do Iguassu até 1945, a formação da Tríplice Fronteira (1945-2000), e a Tríplice Fronteira no século 21. Em cada uma das partes, o leitor encontrará quatro capítulos que analisam múltiplos aspectos da história iguaçuense em uma temporalidade que perpassa desde o período colonial até o presente.

 

O acesso ao ensino superior no estado do Paraná traz uma especificidade. A Lei Estadual n.°15.918/2008 exige que, nas provas de vestibular para acesso às universidades públicas, pelo menos 20% das questões de História sejam sobre o enfoque paranaense. Por exemplo, na Universidade Estadual de Maringá (UEM), das 20 questões sobre História, no minímo, 4 serão de História do Paraná. Apesar do consequente peso deste conteúdo, algumas escolas privadas adotam materiais didáticos, livros e apostilas de sistemas de ensino de outros estados do Brasil. Geralmente, esses materiais didáticos são preparados sem considerar a Lei paranaense, ou seja, tal conteúdo não faz parte do currículo ou não há enfoque na História do Paraná. Por isso, esse livro foi pensando e desenvolvido a partir do conteúdo e das provas anteriores das universidades públicas do Paraná. A criteriosa seleção das questões de História do Paraná presentes nos bancos de dados, principalmente, da UEM, da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) foi sucedida de uma avaliação consistente do conteúdo e possibilitou a montagem de um material exclusivo, direcionado e específico para aquilo que mais cai nos vestibulares da região.

 

Em plena selva virgem, o empreendedorismo de Moisés Bertoni criou a Estação Agronômica Experimental de Puerto Bertoni, um observatório meteorológico e um museu de História Natural com mais de 40.000 espécies diferentes.Foi pesquisador e conhecedor de Agronomia, Antropologia, Astronomia, Botânica, Cartografia, Climatologia, Comércio, Educação, Entomologia, Etnologia, Fitoterapia, Geografia, Linguística, Medicina, Meteorologia, Mineralogia, Química, Sociologia, Topografia, Zoologia, além de outras áreas científicas com as quais pudesse se ocupar. Bertoni não se cansava de estudar, era exemplo de determinação e autodidatismo.

UM AGRICULTOR ECOLOGISTA: Este livro, retrata a vida, o trabalho e a história de um produtor rural do interior do Rio Grande do Sul, da Grande Torres. Uma pessoa simples,mas exemplo de trabalho, responsabilidade e de dignidade familiar. Relata sua participação na agricultura familiar, orgânica ou sustentável, sendo um dos pioneiros dessa atividade no sul do Brasil.Balbino, com sua memória fantástica, cita e lembra fatos e nomes de pessoas com quem conviveu nos seus mais de 86 anos, demonstrando sua atuação nas várias áreas sociais de sua comunidade.O autor atualizou sua existência para um novo estilo de vida com sua nova companheira Reinalda. Inclusive mudou sua morada para Cognópolis – Cidade do Conhecimento – em Foz do Iguaçu.Esses relatos, curiosos, engraçados, mas sobretudo reais, têm uma essência chamativa e rememorativa que prendem o leitor e trazem mensagem de vida e longevidade, que serve de inspiração a todos nós. (Eucárdio Derrosso)

[/nextpage]

[nextpage title=”L3:4″ ]

 

A Lenda das Cataratas do Iguaçu contada para as crianças!

 

 

 

 

 

 

O Jardim de Alice é um livro infantil que trata sobre a projeção consciencial.”Naquela noite Alice foi dormir e não teve apenas um sonho, mas sim uma inesquecível experiência fora do corpo.”

 

 

 

Nunca desista. Você tem talento! O livro aborda a descoberta de talentos e superação.  “Alex não tinha muitos amigos na escola, nem muita concentração, quando conheceu algo que realmente mudaria sua vida.”

 

 

 

Esta obra tem o objetivo  alçar o estudo da chamada “cultura do crime”, a subcultura delinquente ou delinquencial, ao patamar de ferramental adequado para uma melhor compreensão do fenômeno criminal (trans) fronteiriço, buscando revelar as nuances subterrâneas da delinquência e o modo como se espraiam, na comunidade local, as lógicas relacionais que generalizam a atenuação do limiar entre o legal e o ilegal.Procurando fornecer as chaves para a compreensão dessas dinâmicas socioculturais, o autor perquire com profundidade a realidade criminógena da região trinacional e procura desconstituir a visão tradicional da área fronteiriça como simples habitat do contrabandista, investigando o fato criminal e seu impacto social sob um ponto de vista que vai “muito além da fronteira entre o crime e a repressão”.

 

A proposta deste livro é trazer o prazer da leitura para temas técnicos e úteis à vida. Apresenta 95 temáticas clássicas e atuais, com abordagens de vanguarda.Os textos foram extraídos de entrevistas de rádio, revisadas pela autora e pelos entrevistados: 92 personalidades inteligentes, profissionais das áreas da saúde, educação, comunicação, administração, entre outras. Alguns conhecidos, outros anônimos; todos interessados em compartilhar seus conhecimentos. A linguagem falada promove no leitor a sensação de estar ouvindo o autor do texto,facilitando a leitura. O encadeamento dos temas, feito pela autora, dá a conexâo cognitiva necessária para se passar de um tema a outro com curiosidade aguçada. Você não vai querer parar de ler!

 

As Provas Internacionais de Idiomas são mais bem enfrentadas quando se conhecem todos os seus detalhes. Daí a proposta deste livro: ser um guia para o candidato passar em qualquer exame, em qualquer idioma, seja qual for a sua necessidade ou objetivo. O leitor, ou leitora, aprenderá sobre técnicas e macetes para passar nos testes de leitura, escrita, audição e expressão oral. Além disso, encontrará várias tabelas de autoavaliação e um modelo para a declaração de foco pessoal. Tudo isso aumentará as suas chances de sucesso. O Autor traz, ainda, suas experiências pessoais com as Provas Internacionais de Idiomas a fim de estimular quem está pensando em se inscrever ou quem já se inscreveu para uma prova.As Provas Internacionais de Idiomas são mais bem enfrentadas quando se conhecem todos os seus detalhes. Daí a proposta deste livro: ser um guia para o candidato passar em qualquer exame, em qualquer idioma, seja qual for a sua necessidade ou objetivo. O leitor, ou leitora, aprenderá sobre técnicas e macetes para passar nos testes de leitura, escrita, audição e expressão oral. Além disso, encontrará várias tabelas de autoavaliação e um modelo para a declaração de foco pessoal. Tudo isso aumentará as suas chances de sucesso. O Autor traz, ainda, suas experiências pessoais com as Provas Internacionais de Idiomas a fim de estimular quem está pensando em se inscrever ou quem já se inscreveu para uma prova.

[/nextpage]

[nextpage title=”L4:5″ ]

POLÍTICAS LINGUÍSTICAS E NACIONALIZAÇÃO DO PORTUGUÊS EM MOÇAMBIQUE:  É um trabalho que resulta do mestrado interdisciplinar em Sociedade, Cultura e Fronteiras que frequentei no Brasil de 2012 a 2014. Nele analiso as políticas linguísticas e a situação sociolinguística e sociocultural em Moçambique de corrente da confluência de várias línguas e culturas para compreender os processos de nativização/nacionalização da língua portuguesa no país. Por isso, esta é uma obra que repercute um debate já existente no país e traz uma contribuição adicional para a reflexão no domínio das políticas linguísticas e nos estudos da linguagem, enaltecendo a relação intrínseca entre o tripé língua(gem), identidade e cultura e o seu impacto nos processos discursivos.”

 

PARA QUE SERVE APRENDER A LER E A ESCREVER?

Que sentido trazem as crianças sobre a linguagem escrita? De que maneira as crianças compreendem a escola e as práticas docentes? Como se dá a participação das crianças nos contextos escolares? Com o intuito de dialogar sobre as questões exportas, a obra Para que serve aprender a ler e a escrever? Os sentidos que as crianças atribuem à linguagem escrita oferece subsídios fundamentais para compreensão dos modos de conceber a língua escrita no universo infantil escolarizado, colocando em pauta as práticas alfabetizadoras escolares.

 

AS ONDAS

O interesse pela obra woolfiana decorreu da necessidade de entender o tempo como fenômeno social e psicológico na Literatura. No Brasil, As Ondas (1931) — sendo um dos mais conhecidos romances da Virginia Wolf (25/01/1882-28/03/1941) — é considerado o mais intimista e não menos complexo. A partir desse estudo, Razera compreendeu mais amplamente os dilemas do Homem moderno com relação ao tempo presente.
O objetivo desta publicação é tornar mais acessível o sofisticado pensamento de Virginia Wolf, ultrapassando o preconceito que sempre envolveu seu estilo de vida e principalmente sua morte. ]

[/nextpage]